segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Governo estuda cotas também nos Cefets


O Governo Federal estuda estender a política de reserva de cotas para estudantes negros às instituições públicas de ensino técnico-profissionalizante, como os Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets). A questão está sendo discutida pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, vinculada à Presidência da República. A informação foi dada, na última quarta-feira (24/09), pelo subsecretário de Políticas de Ações Afirmativas do órgão, Giovanni Harvey, ao participar de debate sobre a democratização do acesso ao ensino superior na Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes).

Atualmente, a reserva de vagas é adotada somente no ensino superior. As primeiras grandes instituições a implantarem as cotas foram a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e a Universidade de Brasília (UnB), em 2002. Hoje, a reserva vigora em quase 60 instituições públicas, que também contemplam egressos de escolas públicas, portadores de deficiência e indígenas.

O subsecretário de Políticas de Ações Afirmativas ressalta que, com as novas tecnologias e o crescimento de alguns ramos industriais, vêm surgindo muitas vagas de perfil técnico, citando como exemplo a indústria petrolífera. Por outro lado, ele salienta que as oportunidades de emprego "são inacessíveis para as populações excluídas, porque essas pessoas não têm oportunidade de qualificação".

Fonte: SEPPIR

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons