quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Dez dias de sonhos e prática feminista

Entre os dias 10 e 20 de outubro, os grupos Jovens Feministas de São Paulo, Articulação Brasileira de Jovens Feministas e Rede Latino- Americana e Caribenha de jovens pelos direitos sexuais e reprodutivos (REDLAC) irão promover uma série de atividades sobre feminismo, captação de recursos, arte, saúde e sexualidade. A sede do evento será o Hotel Panamericano na Augusta, famosa rua da cidade de São Paulo, e terá os seguintes parceiros: Fundação Kellog, Fundo Ângela Borba, UNIFEM Cone sul, FES, Ação Educativa, SEPPIR, FASE e Mamacash.

A programação contará com: reunião Cone Sul da REDLAC, assembléia geral da REDLAC, oficina de Fotopoesia feminista, planejamento estratégico da Articulação Brasileira de Jovens Feministas e a atividade “Onde está o dinheiro para os direitos humanos das mulheres jovens”.

O objetivo principal do momento é estabelecer um diálogo entre as mais diversas identidades juvenis e construir estratégias concretas para os trabalho em rede tanto no Brasil, quanto na sub-região do Cone Sul e na América Latina, dadas todas as especificidades sócio-culturais. Além disso, pretende-se dialogar sobre as dificuldades comuns das pessoas jovens, em especial das mulheres jovens, em buscar recursos financeiros para sustentar seus projetos políticos.

Desta maneira a atividade “Onde está o dinheiro para as mulheres jovens” será super importante pois nela ocorrerá o intercâmbio entre representantes da comunidade financiadora (incluindo fundos internacionais de mulheres, fundações e agências internacionais de cooperação comprometidos com o avanço dos direitos das mulheres) com representantes do movimento de mulheres jovens do Brasil, Cone Sul e outras regiões da América Latina, para construir e desenvolver conjuntamente novas estratégias e possibilidades para mobilizar recursos focados em tal temática.

Onde tudo começou
Durante os anos de 2005 e 2006,
AWID (uma associação internacional pelos direitos das mulheres) realizou a pesquisa “Onde está o dinheiro para os direitos das mulheres?”, na qual se constatou uma diminuição do apoio às organizações de mulheres e apontou que a América Latina é a região que teve as perdas mais significativas de financiamento. Para que a situação não se torne ainda mais crítica deve se elaborar uma agenda de propostas comuns entre financiadores e movimentos de mulheres. O “Onde está o dinheiro para os direitos humanos das mulheres jovens” é um dos desdobramentos desse processo que vem ocorrendo no mundo inteiro.
Fonte: Dialogoj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons