quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Salvador: 99% dos assassinados são negros

O homicídio é a principal causa de morte de negros em Salvador, revela uma pesquisa da Secretaria Municipal de Saúde da capital baiana que será lançada nesta sexta-feira. O levantamento aponta que, entre 2000 e 2004, 99% das vítimas de homicídio no município foram identificadas como pretas ou pardas. O cálculo exclui os casos em que a cor do morto não foi registrada (13% do total). Entre os não-negros, a maior causa de morte no período foi infarto agudo do miocárdio, segundo motivo de óbito entre os negros.
As diferenças retratam a desigualdade social do município, em que quase 80% da população é preta ou parda, avalia Denise de Almeida Ribeiro, coordenadora do Grupo de Trabalho da População Negra de Salvador, órgão ligado a Secretaria Municipal de Saúde. “As mortes evitáveis são mais prevalentes na população negra. A maioria tem baixa escolaridade, condições de moradia precárias, menor acesso aos serviços de saúde, falta de informação qualificada. Eles estão mais expostos a diversas situações de vulnerabilidade, entre elas o racismo”, comenta.
Intitulado “Diagnóstico da Saúde da População Negra de Salvador”, o levantamento usou registros do sistema de informação da Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria Municipal de Educação, do SIM (Sistema de Informações Sobre Mortalidade), do SINAM (Sistema Nacional de Atendimento Médico), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).
Os dados mostram que, das 2.409 pessoas assassinadas em Salvador no período de quatro anos, 2.076 eram pretas ou pardas e 20 eram de outra cor. Além disso, 313 fichas médicas analisadas não traziam informações sobre a cor do paciente. A falta de indicação desse quesito foi um fator que dificultou o levantamento, destaca Denise. “Boa parte dos formulários que tinham o quesito cor foi preenchida de forma incorreta pelos profissionais de saúde. Eles muitas vezes não preenchem esse quesito”, ressalta.
Outras causas externas de óbito, como acidentes de trânsito e suicídio, também são proporcionalmente maiores entre os negros. Sem considerar as fichas em que não há indicação de cor, 461 pessoas envolvidas em acidentes de trânsito faleceram entre 2000 e 2004; dessas, 441 (95,66%) eram pretas ou pardas e 20 (4,33%) eram não-negras. O total de suicídios no período foi 61, sendo 57 (93,4%) de negros e 4 (6,55%) de não-negros.
Em doenças como diabetes e hipertensão, a diferença entre negros e não-negros se reduz. Dos 1.905 mortos por diabete entre 2000 e 2004, 73,4% eram de pretos e pardos e 26,56% eram de outra cor. Por hipertensão, faleceram no mesmo período 1.649 pessoas, sendo 79,98% negras e 20,01% não-negras.
O diagnóstico vai servir de orientação para as ações da Secretaria Municipal de Saúde, afirma a coordenadora do grupo de trabalho. “O agravo em relação à violência também tem de ser abordado pelo setor de saúde. É a gente que atende essas pessoas, por isso nossos dados são muitas vezes diferentes dos da polícia. Muitas pessoas não denunciam”, destaca. Segundo ela, o levantamento aumentará o apoio a uma política voltada especialmente para as pessoas negras. “Quando começamos o trabalho de políticas especiais para essa população, muitos diziam que, como a grande maioria dos habitantes da cidade é negra, os serviços já atendiam bem a eles. O diagnóstico é um retrato, um primeiro passo para discutir e melhorar esse serviço”, diz.
Antes de elaborar o levantamento, o Grupo de Trabalho da População Negra de Salvador já havia realizado oficinas com os coordenadores dos 12 distritos sanitários do município para analisar o racismo na área da saúde. “Todos diziam que vivíamos em uma democracia racial, mas percebemos que o problema existe nas relações entre os funcionários, no atendimento aos usuários e nos programas desenvolvidos pela secretaria”, acrescenta Denise.
Essas ações fazem parte do Programa de Combate ao Racismo Institucional no Brasil, executado pelo PNUD.
Fonte: PNUD Brasil

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons