quinta-feira, 12 de março de 2009

UNEB realiza Seminário de mulheres negras que marcaram a história

Nos dias 28 e 29 de março, a Universidade do Estado da Bahia (UNEB) através do Centro de Estudos da População Afro-Indo-Americanas (CEPAIA) e o do Centro de Estudos Euclydes da Cunha realizará a 2ª edição do Seminário Troféu Zeferina - Mulheres de Ontem, Hoje e Sempre, como forma de prestar uma homenagem àquelas mulheres que se tornaram personagens históricos na luta pelo respeito à cidadania e a dignidade, marcando consideravelmente as comunidades as quais fizeram parte. No dia 28 haverá na UNEB, um Painel com o tema: A Mulher e suas conquistas históricas além do lançamento do livro, Mulher Negra da Bahia do século XIX.

Já no dia 29 de março, haverá uma apresentação de depoimentos de mulheres negras e indígenas além da entrega do Troféu Zeferina. O encerramento será com a apresentação do Grupo Cultural: Samba Chula e do Ritual Indígena - Fulni-ô - Karirixocó. Além disso, telas, do artista Gigante Negro, sobre a beleza, a força e a religiosidade da mulher negra e indígena, ficarão expostas no local do evento, do dia 5 ao dia 31 de março.

As instituições que desejarem participar do seminário e concorrer ao Prêmio Zeferina deverão efetuar inscrição até o dia 15 de março e esta deverá ser encaminhada via correio para CEPAIA-Troféu Zeferina, Largo do Carmo, nº4, Centro Histórico, CEP 40301-400, Salvador - BA. Na inscrição deverão conter ficha de inscrição devidamente preenchida, incluindo foto da candidata, 03(três) vias de um resumo, de forma clara e precisa, das atividades desenvolvidas pela candidata em prol de sua comunidade.

A comissão julgadora, composta por cinco pessoas, apresentará as candidatas no dia 16 de março e no dia 29 será entregue o Troféu Zeferina, dentro do Seminário Mulheres de Ontem, Hoje e Sempre.

O Troféu Zeferina


O prêmio Zeferina foi criado pelo Diretor do Cepaia, Vilson Caetano de Souza Júnior e pelo artista plástico Jaime Sodré e confeccionado por Gilmar Tavares com o intuito de reafirmar o compromisso da UNEB com relação a questão étnica na sociedade baiana. O troféu é a representação de um útero através de 2 sementes que sustentam a figura de uma mulher na forma de peixe.

O nome do troféu foi colocado em homenagem a Zeferina, mulher negra que no ano de 1826, comandou o quilombo do Urubu, que se localizava numa área que corresponde hoje ao Parque São Bartolomeu até as proximidades do bairro do Cabula.


Mais Informações:
cepaiauneb@gmail.com

Fonte: SEMUR


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons