quinta-feira, 28 de maio de 2009

Alunos querem que Uerj use autonomia para garantir lei de cotas

Estudantes da Uerj fizeram, na tarde desta quinta-feira, um apitaço contra a suspensão da lei de cotas no hall dos elevadores da instituição, no Maracanã. No protesto, foram colhidas assinaturas para uma proposta levada pouco antes à reitoria: a de que a universidade use a sua autonomia para garantir a manutenção da reserva de vagas.

_ Já que a universidade e a comunidade acadêmica são favoráveis às cotas, nossa principal proposta é que a Uerj faça uso de sua autonomia e implemente esta política, para não ficar à mercê das ações do deputado (Flávio Bolsonaro, do PP, que moveu representação de inconstitucionalidade contra a lei no órgão Especial do TJ, onde conseguiu liminar suspendendo os efeitos dela) _ explicou Moacir Carlos da Silva, o Cizinho, do movimento DeNegrir.

Nesta sexta-feira, às 9h, outro ato contra a decisão dos desembargadores será feito pelo movimento negro, desta vez liderado pelo Educafro, de Frei David. A manifestação será em frente ao Tribunal de Justiça do Rio.

De acordo com o advogado Humberto Adami, do Instituto de Advocacia Racial e Ambiental (Iara), seria sim possível que o conselho universitário implementasse a política, mas, no momento, esta mudança não é cabível, pois existe uma decisão judicial que a proíbe.
Fonte: Extra

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons