segunda-feira, 1 de junho de 2009

I Conferência metropolitana da grande São Luiz para Igualdade Racial

O Centro Cultural DANBIRAXÉ organização da sociedade civil sem fins lucrativos, sediada à Rua Alberto de Oliveira, Nº 143, bairro da Liberdade, São Luis do Maranhão e que tem por objetivo a pesquisa e a preservação da religião de Matriz Africana Brasileira, eminentemente afro-maranhense denominada Tambor de Mina, e o desenvolvimento da Cultura, Educação, Saúde, Desporto e Lazer, em benefício da população, pelo progresso da comunidade, promoção e difusão da cultura de origem negro-africana, informa:
De 25 a 28 de junho de 2009 no Centro de Convenções Ulysses Guimarães em Brasília, DF, será realizada a II Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial – II CONAPIR, promovida pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República – SEPPIR. Nesta conferência serão tratados temas de extrema importância a todos os segmentos do movimento negro e em especial as comunidades de terreiro de religiões de Matrizes Africanas que no Maranhão corresponde as Casas de Tambor de Mina.
Entre os objetivos da II CONAPIR é analisar e repactuar (fortalecer as decisões) as propostas da I CONAPIR em 2005:

1. Promover a cidadania e participação social, econômica, política e cultural dos grupos discriminados do ponto de vista étnico racial;

2. Promover políticas de combate ao racismo, discriminação racial, xenofobia e intolerância correlatas; bem como o sexismo e a homofobia;
Promover acesso a negros e indígenas a financiamentos públicos com recortes de gênero e faixa etária;
3. Promover e preservar o patrimônio imaterial e material da cultura negra brasileira nas suas diversas manifestações, de forma extensiva a todo território nacional ;

Para discutir essas propostas três Delegados do Maranhão viajarão para Brasília, nos dias 6 e 7 de junho representando e falando em nome de todos os Terreiros de Mina do Estado. A escolha destes delegados ocorreu em uma reunião de consulta aos terreiros no último dia 15 de maio em reunião promovida pela Secretaria Extraordinária de Igualdade Racial do Estado do Maranhão – SEIR.
Companheiros (as), até aí nenhum problema, mas segundo determinação da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – SEPPIR, esta consulta deveria contar com a presença da maioria dos pais e mães de santo do Estado, ou pelo menos da Ilha de São Luis que não são poucos, ou seja, o processo deveria ser democrático e transparente. Daí perguntamos: O (A) Senhor(a) tomou conhecimento desta consulta? O (A) Senhor (a) autorizou sua casa ser representada por alguém? E mais sério, o (a) Senhor (a) passou poderes para alguém falar em nome de sua Casa? O (A) Senhor (a) contribui com propostas para o relatório que vai para Brasília com suas necessidades e reivindicações e de sua Casa de Axé? É companheiros acreditamos que não.
A título de esclarecimento na consulta do dia 15 de maio estavam presentes: a Casa Ferreiro de Deus da Mãe de santo Venina de Ogun, que é da Secretaria de Igualdade Racial do Maranhão - SEIR e que coordenou a reunião e a escolha dos Delegados; a Casa das Águas da Mãe de santo Luzimar Brandão que é coordenadora maranhense da Rede Nacional de Religiões Afro-brasileiras e Saúde com duas filhas de santo; o Ilê Axé de Oxumaré do babalorixá Pai Abrahan, o Ilê Axé Akorô de Ogun do babalorixá pai Itabajara; o Terreiro da Fé em Deus, do finado Jorge babalô representado pelo funcionário público Biné Gomes e o Danbiraxé Mina-Vodun representado pelo Vodunsirê Pai Neto de Azile.
Faz-se necessário deixar bem claro que tanto o representante da casa do pai Itabajara quanto o Pai Neto de Azile só souberam da reunião uma hora antes por organizações nacionais do movimento negro de que são filiados e não pela SEIR-MA. Destes presentes, saíram como delegados para falarem pelo Maranhão: Jô Bandão – Casa das Águas (candomblé), Luzimar Brandão – Casa das Águas (candomblé) e Pai Abrahan – Ile Axé de Oxumaré (candomblé). É companheiros tirem suas próprias conclusões.
Considerando a inadmissível falta de respeito da Secretaria Extraordinária de Igualdade Racial – SEIR com os terreiros de Mina do Maranhão, principalmente com os terreiros de São Luis, convidamos a todos os pais e mães de santo da Ilha para uma reunião dia 04 de junho, às 14 horas, no plenário da Câmara de Vereadores de São Luis, no Reviver, afim de dar uma resposta ao poder público maranhense, e encaminhar uma carta de intenção à Brasília pelo Delegado convidado da Presidência da República através da SEPPIR que também representará o Maranhão nesta consulta dos dias 6 e 7.
O povo de terreiro tem força e voz própria. Contamos com todos vocês.

Cordialmente,

Centro Cultural DANBIRAXÉ
Bloco Afro Netos de Nanã
Coletivo de Entidades Negras - CEN /MA
Coordenação Amazônica de Religiões de Matrizes Africanas e Ameríndias – CARMAA/MA

Clique aqui para acessar o Regulamento.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons