segunda-feira, 22 de junho de 2009

Censos demográficos e raça/etnia nas Américas são temas de encontro organizado pelo governo brasileiro e Nações Unidas

Somente 9 dos 19 países latino-americanos contêm base de dados sobre afrodescendentes. Na rodada dos censos nacionais de 2010 já serão visíveis mudanças nas bases da Argentina, Brasil, Bolívia, Costa Rica, Cuba e República Dominicana

Brasília (Brasil) - A desagregação de dados por raça/etnia nos censos nacionais de 2010 da América Latina e Caribe estará em discussão no Seminário Internacional de Dados Desagregados por Raça e Etnia da População Afrodescendente das Américas. O encontro reunirá institutos internacionais de pesquisa, especialistas em indicadores socioeconômicos, Nações Unidas e governo brasileiro.

O seminário é parte da estratégia de assegurar a visibilidade estatística de afrodescendentes na região das Américas, como uma ação política que garanta a coleta e análise de dados desagregados por raça/etnia nos censos de 2010/2012. A desagregação de dados por raça/etnia pode resultar no aperfeiçoamento das políticas públicas de combate ao racismo e promoção da igualdade racial, de acordo com os compromissos assumidos pelos Estados da região e reiterados na Conferência de Revisão de Durban, realizada em Genebra, em abril de 2009.

Atualmente, somente 9 dos 19 países latinoamericanos contêm base de dados sobre afrodescendentes. Na rodada dos censos nacionais de 2010 já serão visíveis mudanças nas bases da Argentina, Brasil, Bolívia, Costa Rica, Cuba e República Dominicana. “

No Brasil, 2010 será o ano para refinar os dados censitários relativos aos povos indígenas. Nos Estados Unidos, o debate se faz presente através do aprimoramento dos mecanismos referentes aos latino-americanos, pois negros e indígenas são classificados nessa categoria em detrimento da sua origem étnico-racial”, aponta Maria Inês Barbosa, coordenadora do programa de Gênero, Raça e Etnia do UNIFEM (Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas) Brasil e Cone Sul.

Articulação regional

Após o seminário no Brasil, serão programadas atividades para o Equador, Venezuela e República Dominicana como forma de impulsionar o debate sobre a desagregação dos dados por raça, etnia e gênero. Para os ativistas sociais, esses dados podem revelar o panorama real das condições socioeconômicas de afrodescendentes e indígenas e servir de base para a formulação de políticas públicas voltadas ao enfrentamento do racismo e das desigualdades de gênero.

O seminário é uma resposta às ações propostas para a Divisão de População da CEPAL (Comissão Econômica para América Latina e Caribe) pelos participantes afrodescendentes dos países da América Latina e do Caribe presentes no Seminário Oficina “Censos 2010 e a inclusão do Enfoque Étnico – Rumo a uma construção participativa com povos indígenas e Afrodescendentes da América Latina”, realizado em Santiago do Chile em novembro de 2008; e as decisões tomadas pela sociedade civil durante a Conferência de Revisão em Genebra.

O evento é realizado pela Seppir (Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial) em parceria com IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), IPC-IG (Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo), e o MRE (Ministério das Relações Exteriores); com o apoio do UNIFEM (Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher), PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) e UNFPA (Fundo de População das Nações Unidas).

________________________________________

Seminário Internacional de Dados Desagregados por Raça e Etnia da População Afrodescendente das Américas
Data: 23 e 24 de junho de 2009
Horário: abertura no dia 23/6 às 19h. No dia 24/6, das 9h às 18h
Local: Hotel Mercure Brasília (SHN - Quara 05/ Bloco G) - Brasília - Brasil

Programação

23 de junho de 2009
19h – Cerimônia de Abertura
• Ministro da SEPPIR (Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial) - Edson Santos
• Ministra da SPM (Secretaria de Políticas para as Mulheres) - Nilcéa Freire
• Presidente da Fundação Cultural Palmares – Zulu Araújo
• Presidente do IPEA - Marcio Pochmann
• Representante IBGE - José Luiz Petrucelli
• Representante das Nações Unidas - Kim Bolduc
• Representante CEPAL - Fabiana Del Popolo
• Alto Comissariado de Direitos Humanos das Nações Unidas - Sandra Aragon
• Representante MRE - Ministra Gauch
• Representante SEGIB - Agostín Espinosa
• Representante IPC
• Deputada Federal Janete Pietá (Núcleo de Parlamentares Negros)

20:30 - Coquetel

24 de junho de 2009
9h -12h - Sessão 1 – Dados Desagregados para Afro descendentes e a implementação do DPPA
• Representante do Alto Comissariado para os Direitos Humanos das Nações Unidas
• Representante da sociedade civil - Epsy Campbell
• Representante do Ministério da Saúde – Otaliba Morais
• Representante do MEC (INEP) – Heliton Ribeiro Tavares
• Representante da Universidade da Pensilvânia – Tukufu Zuberi
• Moderador – Rafael Osório (IPC/PNUD)

14h -16h - Sessão 2 - Experiências dos Institutos de Estatísticas da Região na identificação de população afrodescendente

• Representante IBGE – Wasmania Bivar
• Bureau de Censo dos EUA – Roberto Ramirez
• Instituto Nacional de Estatística/Equador – Silvério Chisaguano Maliguinga
• Representante CEPAL – Fabiana Del Popolo
• Representante do UNFPA – Carlos Ellis
• Moderador: Jhon Anton

16h30 – 18h30 - Sessão 3 – Mesa redonda “Estratégias para o Cumprimento dos Compromissos Regionais”

• Moderadora: Wânia Sant´anna
• Especialista: Marcelo Paixão
• Comentarista 1 – Humberto Brown
• Comentarista 2 – Cida Bento
• Comentarista 3 – Agustín Lao-Montes

Isabel Clavelin
Assessora de Comunicação
UNIFEM Brasil e Cone Sul
UNIFEM Brasil y Cono Sur
UNIFEM Brazil & Southern Cone
Tel: + 55 61 3038.9287 / 8175.6315
isabel.clavelin@unifem.org
www.unifem.org.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons