sábado, 27 de junho de 2009

ONU discute Igualdade Racial

“Muitas atrocidades da história aconteceram por preconceito racial”, destacou a representante residente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Kim Boldur. Com o objetivo de organizar e ampliar interações da construção das Organizações das Nações Unidas (ONU) no Brasil, o órgão abriu espaço para o diálogo entre representantes da entidade e os participantes da II Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CONAPIR).

O evento ocorreu no início da noite desta sexta-feira (26/06), e contou com a presença do ministro da Igualdade Racial, Edson Santos. Durante o debate, Kim afirmou que é possível erradicar a desigualdade racial com políticas públicas. “Com compromisso do governo, dos tribunais, da sociedade e de organizações não-governamentais é possível acabar com o preconceito”, ressaltou. Para ela, o diálogo ocorrido é parte de um processo contínuo para planejar linhas de ações conjuntas para uma estrutura permanente.

Quem também participou da mesa de discussão foi a representante do Unicef no Brasil, Marie-Pierre Poirier. Além de ressaltar o papel dos órgãos, como reduzir a desigualdade étnica, promover acesso aos serviços públicos, reduzir a vulnerabilidade e promover a transparência das ações de políticas públicas, a representante salientou o principal papel da Organização. “A ONU não é só um financiador e solucionador de projetos. O que oferecemos é priorizar o desenvolvimento da capacidade de gestores nos países para que possam resolver seus próprios problemas”, enfatizou.

Comunicação Social da II CONAPIR

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons