terça-feira, 25 de agosto de 2009

SEPPIR discute inclusão de recorte racial na Rodada de Censos 2010 com Alto Comissariado de Direitos Humanos da ONU


Com informações do UNIFEM


O Plano de Ação de Durban volta a ser tema de discussão, na próxima semana, no Alto Comissariado de Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra. Nesta terça-feira (25/8), o Grupo de Trabalho sobre Afrodescendentes na Rodada dos Censos de 2010 apresentará o plano estratégico da sociedade civil para monitoramento da inclusão da variável de raça e etnia nos censos demográficos e sensibilização dos negros para a autodeclaração.


A audiência terá a participação da Alta Comissária de Direitos Humanos das Nações Unidas, Navi Pillay, do ministro da Igualdade Racial, Edson Santos e da coordenadora do programa Gênero, Raça e Etnia do Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas no Brasil e Cone Sul (UNIFEM), Maria Inês Barbosa.


De acordo com a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), os censos demográficos são a única fonte de informação de caráter universal que capta populações pequenas e permite a desagregação dos dados populacionais em diferentes escalas territoriais.


Monitoramento – Com ações prioritárias no Brasil, Equador, Venezuela e República Dominicana, o Grupo de Trabalho sobre Afrodescendentes e Rodada dos Censos de 2010 vai assessorar a Divisão de População da Cepal nos censos nacionais de 2010 a 2012. O grupo foi formado em junho deste ano, durante o Seminário Internacional de Dados Desagregados por Raça e Etnia da População Afrodescendente das América, realizado em Brasília. Tem representação dos seguintes países: Brasil, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Estados Unidos, Panamá, Peru, Porto Rico e Venezuela.

Fonte: SEPPIR

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons