quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Praticantes de religiões afro-brasileiras protestam na Esplanada


Cerca de 400 praticantes de religiões afro-brasileiras protestaram na Esplanada dos Ministérios na manhã de ontem contra a discriminação das religiões de matriz africana. Eles também querem que o mais conhecido ponto de encontro de afro-religiosos de Brasília, a Prainha, seja
declarado patrimônio cultural da cidade e passe a ser administrada pela própria comunidade. Hoje, o local é constantemente depredado e seus frequentadores são muitas vezes alvos de intolerância religiosa.

"Quando assumem sua religiosidade, muitos são vítimas de descriminação no trabalho, nas salas de aula das escolas por chefes, colegas e professores", reclama o Ogan Luiz Alves, um dos coordenadores do protesto. Por isso, manifestações semelhantes têm acontecido em várias
cidades brasileiras. O evento da manhã de ontem, organizado pelo Foafro (Fórum Religioso Afro-brasileiro do Distrito Federal e Entorno), contou com um carro de som, muitas baianas e lideranças religiosas de todo DF.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons