sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Feriado no Dia da Consciência Negra divide opiniões

Na data em que a população comemora a saga de Zumbi dos Palmares, símbolo da luta dos negros brasileiros, o 20 de novembro será de intensas atividades. A presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva vem gerando especulação em torno da possibilidade do anúncio da data como feriado nacional. Nas repartições municipais, foi decretado ponto facultativo.

Salvador faz parte dos 5.126 municípios brasileiros que não adotaram o feriado, segundo levantamento da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir). No Brasil, 436 cidades têm o 20 de novembro como feriado municipal. No movimento negro baiano, a possibilidade do novo feriado nacional divide opiniões.

Para Gilberto Leal, da Coordenação Nacional de Entidades Negras na Bahia (Conen), que realiza há 30 anos a Marcha Zumbi dos Palmares, é necessário entender que o dia não seja apenas para lazer. “Sendo ou não feriado, o 20 de novembro é uma data cívica, que deve ser comemorada por todos, negros e brancos. Requer um momento de reflexão do nosso papel na construção de uma sociedade democrática”, destaca.

Neste ano, a marcha, que sai às 14 horas do Campo Grande, tem como uma das bandeiras o combate à morte de jovens negros. No final do percurso, na Praça Castro Alves, a Câmara Municipal de Salvador concederá a Medalha Zumbi dos Palmares ao presidente Lula, proposta pela Conen e aprovada em unanimidade pelos vereadores.

A outorga será concedida durante o ato público, na Praça Castro Alves, local onde Lula assinará 30 decretos de titulação das comunidades de quilombos de 13 estados e lançará o Selo Quilombola, marca que será atribuída aos produtos artesanais criados pelas comunidades do País.

Lula também vai assinar o contrato da segunda fase do A Cor da Cultura, programa de valorização da cultura afro-brasileira, veiculado no Canal Futura. O encerramento da solenidade é às 20h, com show de Margareth Menezes.

Outra importante ação que acontece há nove anos é a Caminhada da Liberdade, com saída às 15h do Curuzu. Organizada pelo Fórum de Entidades Negras, o tema deste ano é “Basta de violência, repara já” e reunirá cerca de 50 mil pessoas para protestar contra a violência urbana que tem atingido os jovens negros. Do fórum participam entidades culturais como Os Negões, Cortejo Afro, Muzenza, Ilê Aiyê e Malê de Balê.

Questionado sobre a possibilidade de adotar o 20 de novembro como feriado, Valmir França, coordenador do fórum, diz não concordar. “Sou contra. Acho que isso interferirá no trabalho de conscientização que tem sido realizado nas escolas e em outros espaços durante a data”.

O Coletivo de Entidades Negras (CEN) realizará diversas atividades neste final de semana, como a 5ª Caminhada pela Vida e Liberdade Religiosa, com saída às 9 horas do final de linha do Engenho Velho da Federação, onde fica o busto da mãe Ruinhó.

Na ocasião, será lançada a campanha Quem é de axé diz que é, voltada para o Censo 2010. A ideia é incentivar o povo-de-santo a assumir a sua proposição religiosa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons