quarta-feira, 16 de junho de 2010

Número dos a favor não chega a vinte

Brasília - Ao justificar o acordo com o DEM para votar o projeto, o senador Paulo Paim, disse que, além da posição favorável do ministro Elói Ferreira de Araújo, e do ex da SEPPIR, Edson Santos, teria ouvido mais ou menos 20 entidades do Movimento Negro, favoráveis ao Estatuto negociado com o senador Demóstenes Torres.

Paim não revelou os nomes mais as entidades, que não chegam a vinte, são os APNs – Agentes de Pastorais Negros – com origens na Igreja Católica, representada pelo seu coordenador Nuno Coelho, o Fórum Nacional de Mulheres Negras, representada por Ana José Lopes, e o coordenador regional de Religiões de Matrizes Africanas e Ameríndias, Alberto Jorge Silva.

A grande maioria das entidades, inclusive, as maiores e com presença no país – como o Movimento Negro Unificado, a Coordenação Nacional de Entidades Negras, a UNEGRO, o Círculo Palmarino, a UNEAFRO/Brasil e dezenas de associações de quilombolas e de religiões de matriz africana, não apenas se posicionaram contra como pediram a retirada do projeto da pauta. Destas, apenas a UNEGRO não manifestou por escrito a posição, embora seus dirigentes tenham se posicionado contra o parecer Demóstenes.

Estatuto mínimo

Coelho disse que a aprovação do Estatuto Demóstenes é uma vitória para a população negra. "Identificamos que a não aprovação do estatuto constituiria um entrave à efetiva emancipação e desenvolvimento dos negros deste país", afirmou.

Silva foi um dos esteve no gabinete do presidente do Senado, José Sarney, para anunciar que pela “pela primeira vez, nós, macumbeiros, fomos contemplados num movimento específico”. “Nosso povo hoje estará nas galerias. Pela primeira vez, nós, macumbeiros, fomos contemplados num movimento específico. Sempre fomos perseguidos pela polícia. Terreiros de macumba, neste país, até hoje são invadidos e apedrejados”, afirmou.

Também o professor Eduardo de Oliveira, presidente do Congresso Nacional Afro-Brasileiro, entidade ligada ao PMDB, participou da caravana ao gabinete de Sarney para dizer que estava aberto “um caminho mínimo prenunciando uma larga passagem para a tocha do ideal negro no Brasil".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons