quarta-feira, 16 de junho de 2010

Passa de 100 o número de entidades

Chega a 113 o número de entidades e organizações negras que assinaram documento encaminhado ao "Senado da República, aos Senadores e ao Povo Brasileiro" afirmando que o Estatuto proposto pelo senador Demóstenes Torres, "vai contra tudo o que estava como premissa básica no cerne original da proposta".

O manifesto foi articulado pelo Coletivo de Entidades Negras, por meio do seu coordenador Marcos Rezende e pelo Movimento Negro Unificado, por meio de um dos seus dirigentes, Reginaldo Bispo e afirma que "ao não reconhecer o racismo como advindo de um processo de escravização e violação da liberdade de vários povos africanos; ao não reconhecer a dívida histórica do país com sua população negra; ao não permitir sequer que medidas compensatórias e/ou afirmativas sejam colocadas como vitais para reparar todas as desigualdades oriundas do racismo brasileiro", o projeto perdeu sentido.

Clique
aqui e confira a relação de entidades que assim o documento, ignorado pela SEPPIR e pelo senador Paulo Paim.

Fonte: Afropress

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons