quarta-feira, 23 de junho de 2010

Subrepresentação de negros/as nos partidos políticos

O apartheid brasileiro disfarçado em democracia racial se revela em todos os aspectos de nossa sociedade. Um deles é a subrepresentação da população negra nos partidos políticos, em um país cujo 50,6% de sua população é formado por negros/as. O TV Inesc levantou dados sobre a existência de secretarias partidárias de combate ao racismo e promoção da igualdade nos partidos e entrevistou o Senador Paulo Paim, o Deputado Domingos Dutra e a militante do MNU (Movimento Negro Unificado), Jacira da Silva. Os partidos políticos que disputam os territórios de poder persistem em lançar candidatos brancos, homens e com escolaridade superior, fazendo com que negros e negras sejam alijados das disputas eleitorais e da indicação para cargos eletivos. Essa subrepresentação resulta na resistência do Congresso em aprovar políticas de promoção da igualdade racial, como aconteceu recentemente com a desconfiguração do Estatuto da Igualdade Racial pelo Senado Federal. Os partidos deveriam destinar um percentual significativo do Fundo Partidário para formar lideranças e se empenhar para a eleição de candidatos/as negros/as para que o Congresso Nacional fique com a cara do Brasil.




Fonte: INESC

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons