quarta-feira, 21 de julho de 2010

Campanha Quem é de Axé diz que é será realizada quinta

A campanha “Quem é de axé diz que é: sou da Mina com orgulho” será realizada nesta quinta-feira (22) e sexta-feira (23), com vasta programação. O evento é organizado por um comitê que inclui a Secretaria de Igualdade Racial (Seir).

Nesta quinta-feira (22) haverá videoconferência das 9h às 12h, com transmissão em salas das plataformas tecnológicas da Universidade Virtual do Maranhão (Univima) instaladas em 11 municípios-pólos (Açailândia, Barra do Corda, Brejo, Caxias, Codó, Imperatriz, Pedreiras, Pinheiro, Porto Franco, Santa Inês e São Luís).

Na sexta-feira (23), na Praça Deodoro (Centro), o roteiro começa com o ritual religioso: Alvorada dos Ojás, às 7h30. Na ocasião haverá Laço Ritual em árvore centenária e saudação ao Vodun Lisá.

Às 17h será realizada a 1ª Caminhada pela Vida e pela Liberdade Religiosa. A concentração está marcada para as 16h, na Praça Deodoro, de onde seguem pelas ruas do Passeio e Grande até a Praça Nauro Machado (Praia Grande). A animação será feita por blocos afros.

Para encerrar, às 18h, será realizado o Ato Público “Fala Vodunsi”, na Praça Nauro Machado (Praia Grande). Na oportunidade haverá lançamento da Cartilha do Coletivo de Entidades Negras (CEN) contra Intolerância Religiosa, mesa-redonda, apresentações culturais, entre outras atividades.

Organização

A campanha é organizada por comitê formado pela Seir, CEN, Conselho Estadual da Igualdade Étnico Racial (CEIR), Fórum Estadual de Religiões de Matriz Africana do Maranhão (Ferma) e Conselho Municipal Afrodescendente São Luís (Comafro).

O objetivo da Campanha é sensibilizar os praticantes das religiões de matriz africana do Maranhão em declarar sua religiosidade quando da pesquisa do Censo 2010, visando corrigir a imprecisão dos números divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A ação tem por base o Censo 2000, no qual apenas 0,3% da população brasileira declarou ser adepto da religião afro-brasileira.

Com a campanha, a idéia é conscientizar os adeptos das religiões de matriz africana a se assumirem de acordo com a sua prática, no Censo de 2010. Segundo pesquisadores, é comum a declaração como “católicos” ou a não declaração, fruto de secular processo de estigmatizarão da religiosidade de matriz africana.

Videoconferência

Como convidados da videoconferência desta quinta-feira (22) o coordenador de Religiosidade do Coletivo de Entidades Negras, Neto de Azile; representante do IBGE/MA, José Reinaldo Ribeiro Júnior; e representante da comissão de religião no Conselho Estadual da Política de Igualdade Étnico-Racial, Benedito Gomes Filho. Podem participar da videoconferência lideranças religiosas, pesquisadores, estudiosos do tema, estudantes e a comunidade.

PROGRAMAÇÃO

Quinta-feira, 22

9h às 12h - Videoconferência “Quem é de Axé diz que é: Sou da Mina com Orgulho”, pela Plataforma da Univima

Participantes: representante do IBGE, José Reinaldo Junior; coordenador de Religiosidade do CEN/MA, Neto de Azile; conselheiro de Religiosidade do CEIR/Federação de Umbanda e Cultos Afro do Maranhão, Biné Gomes

Sexta-feira, 23

7h30 - Praça Deodoro

Ritual Religioso: Alvorada dos Ojás

Laço ritual na árvore centenária da Praça Deodoro, saudação ao Vodun Lisá, arriada de acaçá e distribuição de furá pelos religiosos de Matriz Africana.

Convidados: representantes das secretarias de Igualdade Racial, Direitos Humanos e Cultura; da Casa das Minas, Casa de Nagô, Federação de Cultos Afros do Maranhão, Federação de Umbanda e Cultos Afros do Maranhão.

16h- Praça Deodoro

1ª Caminhada pela Vida e Liberdade Religiosa do Maranhão. Percurso: Praça Deodoro, ruas do Passeio e Grande, até a Praça Nauro Machado (Praia Grande), com animação de bloco afros

18h - Ato Público - Fala Vodunsi, sou da Mina com Orgulho, na Praça Nauro Machado, na Praia Grande.

- Lançamento da Cartilha do CEN contra Intolerância Religiosa do Coletivo de Entidades Negras;

- Pactuação do Ministério Público com as Comunidades Tradicionais de Religião de Matriz Africana contra a agressão das Igrejas Midiáticas;

- Mesa redonda: “Quem é de Axé diz que é: religiosos de matriz africana”, com representantes da Coordenação Nacional do CEN, Coordenação Estadual do CEN - MA, Coordenação de Religiosidade do CEN-MA, Secretaria de Igualdade Racial, Secretaria de Direitos Humanos, Federação de Umbanda e Cultos Afro;

- Apresentação de tambor de mina, umbanda e terecô, tambor de crioula, bloco afros, além de mosaico afro-religioso do Maranhão: mina, terecô, umbanda, candomblé

Fonte: http://www.ma.gov.br/agencia/noticia.php?Id=10767

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons