quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Seminário comemora os 325 anos da Irmandade dos Homens Pretos

Nos dias 16, 17 e 18 de setembro será realizado o seminário “Ouvi o clamor deste Povo Negro” na Biblioteca Pública do Estado da Bahia em celebração aos 325 anos da Irmandade dos Homens Pretos.
A Ordem Terceira do Rosário de Nossa Senhora às Portas do Carmo – Irmandade dos Homens Pretos completa 325 anos de fundação com o seminário “Ouvi o Clamor deste Povo Negro” a ser realizado na Biblioteca Pública do Estado, no bairro dos Barris. O Seminário conta com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado e é uma ação sócio educativa que tem o objetivo de comemorar a data, contribuir com a cidadania e o desenvolvimento cultural e social das comunidades afrodescendentes. O evento acontece nos dias 16 e 17 das 18h às 21h e no dia 18 das 8h30 às 12h.
“Estamos honrados em apoiar a realização do Seminário em comemoração aos 325 anos da Irmandade dos Homens Pretos, assim como temos a satisfação de executar, através do Ipac, a obra de restauração da Igreja dentro do PRODETUR – um programa do Ministério do Turismo fundamental para o nosso Centro Histórico”, afirma o secretário Márcio Meirelles. “As irmandades foram e continuam sendo importantíssimas para nossa cidade, no caso da irmandade dos Homens Pretos, ela nos orgulha com seu histórico de luta pela dignidade e valorização dos negros”, completa.
De acordo com o prior da irmandade, Júlio César Soares da Silva, o momento de celebração é ideal para a compreensão da história da congregação. “O objetivo principal deste evento é contribuir para uma maior e melhor compreensão da nossa memória e realidade em que vivemos na Venerável Ordem Terceira do Rosário de Nossa Senhora às Portas do Carmo e em seu entorno”, afirma o prior.
“Ao longo do tempo temos buscado o ideal de uma sociedade justa, fraterna e igualitária para todos, onde pessoas de todas as idades, sexo, etnias e religião são acolhidas sem qualquer tipo de discriminação. São 325 anos de preservação, manutenção e vivência de um vasto, rico e belo conjunto de tradições e costumes, muitos dos quais trazidos da Mãe África por negros e negras que para aqui vieram resultantes da grande diáspora negra, ocorrida entre os séculos XVI e XIX, período de vigência do regime escravocrata brasileiro”, afirma o prior, Júlio César Soares da Silva.
“O Seminário é uma retomada desta importante história da Irmandade do Rosário dos Pretos, primeira instituição negra em defesa dos africanos e dos negros brasileiros e o principal patrimônio do povo negro”, destaca o diretor geral da Fundação Pedro Calmon/SecultBA, o historiador Ubiratan Castro, que também integra a Irmandade, como irmão-confesso.
Dentre os aspectos mais enfatizados no seminário, destaca-se a preocupação com o nível de informação e de formação dos seus membros para a valorização da cultura negra. No primeiro dia (16), o público assistirá a palestras que contam a história da Irmandade do Rosário dos Pretos. Quem dá início é o professor Ubiratan Castro de Araújo que discutirá “Rosário dos Pretos e a Diáspora Negra”, logo em seguida o professor Jaime Sodré debate “A Irmandade dos Homens Pretos” e a professora Lucilene Reginaldo finaliza a programação do dia com a “História da Irmandade do Rosário dos Pretos do Pelourinho”.
No dia 17 o público conhecerá o papel jurídico social e a importância do Patrimônio Material e Imaterial com palestra ministradas por Balbino Simões sobre “A importância do aspecto jurídico na Irmandade do Rosário dos Pretos”, seguida pela professora Célia Sacramento com o tema “O papel social na Irmandade do Rosário dos Pretos” e pela professora Eny Cleide Vasconcelos que discutirá “Interpretação do Patrimônio Material e Imaterial na Igreja do Rosário dos Pretos”. O superintendente do SEBRAE Bahia, Edival Passos, finaliza a apresentação com o tema “Empreendedorismo – Uma proposta de autonomia”.
No sábado (18), último dia de evento a programação tem início com a palestra do padre Clovis do Carmo Cabral que tem como tema “Bíblia, Negritude e Irmandades Negras Católicas” e finalização do professor Vilson Caetano de Souza que discutirá “As Irmandades Negras Católicas”.
A inscrição para o Seminário é gratuita e para participar do seminário basta enviar um email para o endereço eletrônico rosariosalvador2010@gmail.com com os dados solicitados: nome completo, endereço completo com CEP, telefone para contato (celular e fixo), email, instituição/empresa/escola e ou faculdade, profissão e/ou ocupação e data de aniversário.
Patrimônio Restaurado
Tombado individualmente como Obra de Arte pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN e também tombado por pertencer ao Conjunto Histórico, Artístico, Urbanístico e Paisagístico do Pelourinho, pela mesma entidade, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos encontra-se em fase de restauro pela Secretaria de Cultura do Estado através do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia – IPAC. Os recursos são provenientes do Ministério do Turismo – MTur através do Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste – PRODETUR com entrega prevista para novembro de 2010.
No período histórico a primeira reforma realizada na Igreja acontece em 1815 com duração até 1826, porém, já com a proteção do tombamento a primeira reforma respeitando os limites e conceito de restauro acontece na segunda reforma iniciada em 1943 e orientada pelo IPHAN.
História
No Brasil a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário chegou ao país ainda no século XVI, porém somente no fim do período colonial que as irmandades do Rosário passam a ser constituídas pelos “homens pretos”. A primeira igreja fundada como Irmandade dos Homens Pretos é a igreja localizada no município do Rio de Janeiro em 1640, seguida por Minas Gerais em 1708 e São Paulo em 1711. A Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Salvador é fundada em 1796. Dentre as influências históricas que a irmandade exerceu, está a compra da liberdade de muitos escravizados negros da Bahia.
Serviço
O Quê: Seminário “OUVI O CLAMOR DESTE POVO NEGRO”
Local: Biblioteca Pública do Estado da Bahia –
Rua General Labatut, 27 – Barris – Salvador-BA
Data: 16, 17 e 18 de setembro de 2010
Horários: quinta e sexta-feira, das 18h às 20h30m
Sábado, das 08h30m às 12h
Inscrições através do endereço eletrônico rosariosalvador2010@gmail.com
Programação
___________________________________________________________________________
Dia 16: Palestra: História da Irmandade do Rosário dos Pretos
- Profº Drº. Ubiratan Castro de Araújo – “Rosário dos Pretos e a Diáspora Negra”
- Profº Drº Mestre Jaime Sodré – “Irmandade dos Homens Pretos”
- Profª Drª Lucilene Reginaldo – “História da Irmandade do Rosário dos Pretos do Pelourinho”
Moderadora: Profª Drª Cecília Conceição Moreira Soares

Dia 17: Palestra: Jurídico Social e Interpretação do Patrimônio: Material e Imaterial
- Drº Balbino Simões – “A importância do Aspecto Jurídico na Irmandade do Rosário dos Pretos”
- Profª. Drª Célia Oliveira de Jesus Sacramento “O Papel Social na Irmandade do Rosário dos Pretos”
- Profª. Drª. Eny Cleide Vasconcelos Farias – ‘Interpretação do Patrimônio Material e Imaterial na Igreja do Rosário dos Pretos “
- Edival Passos Superintendente do SEBRAE Bahia – “Empreendedorismo – uma proposta de autonomia”
Moderadora: Profª. Drª. Eny Cleide Vasconcelos Farias

Dia 18: Palestra: Bíblia, Negritude e Irmandades Negras Católicas
- Profº Drº Pe Clovis C. do Carmo Cabral – “Bíblia, Negritude no Rosário dos Pretos”
- Profº. Drº Vilson Caetano de Sousa Júnior – “Irmandades Negras Católicas”
Moderadora: Adriana Amorim Fernández

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons