sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Petista baiano diz que campanha de Serra é de extrema direita

Davi Lemos
Direto de Salvador
O ex-deputado federal e professor da Universidade Federal da Bahia, Emiliano José (PT), classificou o posicionamento da candidatura de José Serra (PSDB) à presidência como de extrema direita. "Cito a (organização) TFP (Tradição, Família e Propriedade), que foi a reuniões dele, aquela mesma que ajudou a originar o golpe de 64. Figuras nazi-fascistas organizaram o trabalho de internet para tentar caluniar Dilma (Rousseff, candidata petista)", acusou.

Quanto à questão do aborto, Emiliano disse que é necessário também desmistificar a posição de alguns integrantes do PV, como a própria Marina Silva e Luiz Bassuma, que concorreu ao governo baiano. "O programa do PV propõe o aborto como mecanismo de enfrentamento. Eles estão buscando o quê negando seu programa?", questionou, rechaçando a idéia de misturar instâncias estatais e religiosas.

Bispo da Igreja Universal e deputado federal reeleito, Márcio Marinho (PRB) considerou uma "arbitrariedade" e uma "grande maldade" a utilização de temas religiosos e o aborto contra Dilma na disputa eleitoral. "Estou aqui como parte de uma instituição (Igreja Universal) dando apoio à ministra Dilma", disse Marinho.

Reforço
Nesta sexta-feira (15), O PT baiano e demais partidos da base de sustentação da candidatura de Dilma Roussef à presidência realizaram atos em Salvador e em Feira de Santana, configurando, segundo o presidente estadual petista, Jonas Paulo, uma "grande arrancada" para que a candidata conquiste 70% dos votos no Estado. No primeiro turno, a petista ficou com pouco mais de 62% dos votos.

"Sabemos da importância da Bahia nestas eleições nacionais. No primeiro turno, conseguimos 1,7 milhão de votos de frente. Como quarto colégio eleitoral, a Bahia pode contribuir para a nossa vitória", destacou o dirigente, em bandeiraço realizado em frente ao shopping Iguatemi, em uma das regiões mais movimentadas de Salvador. Jonas Paulo diz que o trabalho será intensificado em cidades baianas de grande porte onde Dilma teve votação abaixo da média, como Salvador, onde obteve cerca de 53% dos votos.

Paulo indicou reforço em cidades como Vitória da Conquista, Itabuna e Eunápolis, visando reconquistar os "votos de consciência". Segundo o presidente petista, esta parcela do eleitorado que vai às urnas mais conscientemente preferiu votar em Marina Silva, do PV.

Movimentos sociais
Estiveram presentes no ato em frente ao shopping em Salvador representantes de movimentos sociais como o Coletivo de Entidades Negras. "Não votaremos em Serra, porque não acreditamos no projeto eurocêntrico que ele propõe. Seria um retrocesso elegê-lo, uma vez que os movimentos sociais têm ganhado espaço no governo Lula", avaliou Ademir Santos, coordenador do Coletivo.

Fonte:http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2010/noticias/0,,OI4737790-EI15315,00-Petista+baiano+diz+quecampanha+de+Serra+e+de+extrema+direita.html


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons