segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Debate sobre quilombos marca Dia da Consciência Negra na Sedihc


Com ênfase para o debate dos problemas e o histórico dos quilombos no Maranhão, a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Cidadania (Sedihc), por meio do Fórum Permanente de Debates em Direitos Humanos realizou uma programação especial na última sexta-feira, 19, em alusão ao Dia da Consciência Negra. O evento, realizado no auditório da Sedihc, reuniu membros da sociedade civil e do poder público e contou com debates e exposições fotográficas.

O secretário da Sedihc, Sergio Tamer, abriu os trabalhos do dia ressaltando que o negro tem uma importância histórica para o Maranhão. “Um Estado como o nosso, onde o negro teve um papel fundamental na formação histórica e no desenvolvimento, não poderia deixar de pontuar e debater questões relevantes”, disse Tamer.

O evento teve a participação do presidente do Fórum Permanente de Debates em Direitos Humanos, Mateus Neto, e do secretário geral da Cruz Vermelha do Maranhão, Júlio César Cavalcante, que destacaram a interlocução entre os órgãos para desenvolver ações no sentido de fortalecer os direitos humanos.

A professora e ativista do movimento negro Cristina Miranda, proferiu a palestra “Os quilombos da história e os quilombos do presente”, abordando os conceitos de quilombos e sua inserção ao longo da história do Maranhão. “As comunidades quilombolas apresentam diversas origens e formas de organização”, explicou a professora.

Segundo Cristina, “para entendermos melhor o que são essas comunidades hoje, é necessário abandonar a tentativa de estabelecer uma ligação direta e precisa entre os quilombos históricos e os quilombos do presente”. Para ela, os quilombos têm que existir como um grupo relativamente unido, ter uma relação de posse tradicional sobre um território e ser majoritariamente negro.

A Sedihc também foi palco de uma exposição fotográfica da mestra em Biodiversidade pela UFMA, Gabriela Barros. Com o tema “A conservação da biodiversidade e da paisagem em Território Quilombola de Bacabal”, as fotos retratam o cotidiano sócio-cultural dos quilombos de São Sebastião dos Pretos e Catucá, os vários saberes e fazeres da população. A professora ainda proferiu uma palestra mostrando vários levantamentos feitos na região.

Fonte: http://www.portaldacidadania.com.br/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons