terça-feira, 14 de junho de 2011

Escola sem homofobia: Comissão da Igualdade promove debate no Legislativo baiano

Os desafios para combater a homofobia no ambiente escolar foi tema de audiência pública, nesta terça-feira (14), na Comissão de Promoção da Igualdade (Cepi) da Assembleia Legislativa da Bahia. Provocado pelo Movimento LGBT baiano, o debate foi centrado no programa Escola sem Homofobia, de responsabilidade do Ministério da Educação (MEC), que teve parte do seu material didático suspenso recentemente pelo governo federal.

A audiência teve a participação de Fábio Meireles, da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do MEC, que contribuiu com uma explanação sobre políticas e programas da pasta que visam combater a discriminação de homossexuais nas escolas.

Além de mostrar que as políticas abarcam desde a formação de professores a pesquisas sobre o tema, Fábio prestigiou o público e contemplou as falas dos outros convidados ao exibir um dos vídeos institucionais sobre experiências bem sucedidas de combate à discriminação e homofobia em escolas do País.

O deputado Bira Corôa (PT), presidente da Comissão de Igualdade, destacou a participação do representante do Ministério e dos demais integrantes da mesa, composta pela professora Amélia Maraux, da Superintendência estadual de Educação Básica; Taísa Ferreira, do Comitê e do Fórum Baiano LGBT; e Leonardo Colling, da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura (Abeh). “Esta luta sempre encontrará espaço institucional nesta Casa, no que depender deste parlamentar”, afirmou Bira.

Segundo Leandro Colling, parte dos pesquisadores da Abeh aparece no vídeo produzido pelo MEC exibido durante a audiência pública. “A Abeh congrega vários pesquisadores sobre o tema e entende que, paralelamente ao marco legal para criminalizar a homofobia, a estratégia de se ter um conjunto de políticas públicas que ataquem a questão cultural deve ser vista como fundamental”, disse Colling, que classifica o Escola Sem Homofobia como um dos principais projetos para o combate à homofobia no Brasil.

Outras presenças foram registradas por Bira Corôa durante o evento, como os deputados membros do colegiado e representantes da Secretaria estadual de Justiça Cidadania e Direitos humanos, Ministério Público Estadual, e de associações e entidades que militam na causa LGBT.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons