quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Palmares recebe homenagem pelos seus 23 anos




A Fundação Cultural Palmares foi homenageada pelos 23 anos de preservação, promoção, valorização e divulgação da cultura afro-brasileira, na noite da última segunda-feira (29), na Câmara Municipal de São Paulo. Na sessão solene, que contou com a participação de autoridades políticas, representantes do Movimento Negro e do cantor Carlinhos Brown, o presidente da Palmares, Eloi Ferreira de Araujo, recebeu a Placa de Condecoração das mãos do vereador Netinho de Paula (PCdoB-SP), que propôs a homenagem.

A abertura da cerimônia foi com o Hino Nacional nas vozes do Coral Kadimiel, da Faculdade Zumbi dos Palmares. Durante a solenidade, além dos cantos africanos, os poemas de Solano Trindade (Sou Negro) e Castro Alves (Saudação a Palmares) emocionaram o público do Salão Nobre da Câmara Municipal.

Na fala de agradecimento, Eloi Araujo destacou que a Fundação Cultural Palmares é uma vitória de todo o povo negro. “Essa iniciativa do Netinho nos deixa muito feliz e honrado”. O presidente ainda ressaltou que estamos num ano expressivo, quando comemoramos o Ano Internacional dos Povos Afrodescendentes; o centenário do Almirante Negro, João Cândido, e um ano de vigência do Estatuto da Igualdade Racial. “O Estatuto da Igualdade Racial é a maior das vitórias que a população negra já teve desde 1988”, afirmou.

Na oportunidade, o cantor Carlinhos Brown lembrou a importância da cultura e da educação para a melhoria de vida do negro no Brasil. “O nosso quesito mais importante é nos educarmos. Reformularmos é o caminho. É preciso limpar a dor do passado”.

Entre um depoimento e outro, a juventude negra também foi apontada como instrumento ativo para as transformações que ainda precisam ser feitas na sociedade brasileira para a construção de um Brasil mais igual. Netinho destacou que é preciso ter mais parlamentares negros e é necessário mostrar aos jovens que a mudança pode ser lenta, mas está acontecendo.

Durante o evento, foi unânime a manifestação de interesse pela criação de uma representação da Fundação Cultural Palmares na capital paulista. A Coordenadora Geral da Coordenadoria dos Assuntos da População Negra (Cone), Maria Aparecida de Laia, disse que os 23 anos da FCP representam 23 anos de resistência e de promoção da cultura negra. “Desejamos que a Palmares amplie suas ações e que tenhamos um escritório aqui em São Paulo”, finalizou.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons