sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Entidades sugerem Conferência Nacional sobre Liberdade Religiosa


Uma conferência nacional para debater a liberdade religiosa foi a principal sugestão encaminhada pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados em audiência pública realizada neste último dia 23/11.  “Os casos de intolerância religiosa já tomam proporções insustentáveis. São casos de preconceitos a ritos de diversas crenças e, algumas vezes, incorre em assassinatos, como vem acontecendo com tantas Mães e Pais de Santo”, disse o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA)
A reunião discutiu a intolerância religiosa e os direitos das comunidades tradicionais de terreiro. Marcos Rezende, do Coletivo de Entidades Negras (CEN), que representa mais de 1100 terreiros em 18 estados, considera que a realização da audiência indica a importância que o tema vem ganhando no Congresso Nacional. Ele também avalia que as reações aos atos de violência estão acumulando força.
“A intolerância religiosa e a violência contra os praticantes de religiões de matriz africana têm aumentado, mas também têm aumentado as denúncias junto aos órgãos de governo, ao Ministério Público, às comissões de direitos humanos do Legislativo. Se, de um lado, há intolerância, do outro lado tem havido reação. Não uma reação intolerante, violenta, mas uma reação na direção de pregar o respeito à diversidade religiosa, pois entendemos que o princípio de toda religião é o amor”, declarou Rezende.
Diversos representantes de religiões de matriz africana e de organizações que congregam as comunidades de terreiro foram expositores na atividade, que foi proposta pelas deputadas Erika Kokay (PT-DF) e Janete Rocha Pietá (PT-SP), além dos deputados Luiz Alberto (PT-BA), Luiz Couto (PT-PB), Domingos Dutra (PT-MA) e Valmir Assunção (PT-BA), entre outros.

Mapa da Intolerância

O fenômeno da intolerância religiosa está associado às desigualdades raciais, que por sua vez reproduzem e reforçam as desigualdades sociais. O Mapa da Intolerância Religiosa (baixe aqui) traz dados completos sobre casos de desrespeito à liberdade de culto no País. O objetivo do Mapa da Intolerância Religiosa é criar um canal de recebimento de denúncias de casos de violação do direito de culto. O projeto é iniciativa da Associação Afro-Brasileira Movimento de Amor ao Próximo (Aamap), que é filiada ao CEN.

Frente Parlamentar

Durante a audiência, Erika Kokay  informou que a Frente Parlamentar de Defesa das Comunidades de Terreiro será instalada em breve. “Já conseguimos as assinaturas suficientes para formalizar a frente e queremos, através dela, que seja assegurada a liberdade de crença das religiões de matriz africana, bem como tirar da invisibilidade estas crenças que tanto preconceito enfrentam”, disse Erika.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons