quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Religiosos de Matriz Africana marcham contra intolerância neste domingo (25)

Imagem inline 1Imagem inline 2

 

Religiosos de Matriz Africana marcham
contra intolerância neste domingo (25)

A partir das 9h deste domingo (25), adeptos do Candomblé e da Umbanda de Salvador, municípios da Região Metropolitana e Recôncavo sairão do final de linha do Engenho Velho da Federação (Busto Mãe Runhó) em direção ao Dique do Tororó na 8ª Caminhada pela Vida e Liberdade Religiosa, pedindo o fim da intolerância e do desrespeito a ambas religiões e de agressões a seus adeptos.

A Caminhada, que é realizada há oito anos pelo Coletivo de Entidades Negras (CEN) e que esse ano contará com o apoio do Fórum de Religiosos de Matriz Africana (FERMA), integra as comemorações pelo Dia Nacional da Consciência Negra e, de acordo com organizadores, deve reunir em torno de dois mil participantes.

Intolerância - De acordo com o Censo Demográfico divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Candomblé e a Umbanda – religiões de matriz africana – estão na quarta posição entre as mais populares. Na Bahia, 47.069 pessoas são praticantes destas crenças. “Os dados nos contentam, mas estamos assistindo a um recrudescimento da agenda social brasileira a partir da forte reação da direita religiosa representada pelos setores evangélico-pentecostais que, ao disporem de recursos financeiros e espaços nos meios de comunicação, vêm a cada dia, ocupando mais e mais espaços, espalhando o discurso de demonização das religiões de matriz africana, transformando o Brasil num país intolerante à diversidade religiosa, cultural e racial. Vamos às ruas todos os anos para lembrar que sabemos do nosso direito ao culto dos nossos ancestrais e que vamos lutar, marchar e gritar por ele”, afirma Marcos Rezende, coordenador do Coletivo de Entidades Negras.

SERVIÇO:
O quê: 8ª Caminhada pela Vida e Liberdade Religiosa e ato lúdico no Dique do Tororó
Quem: Coletivo de Entidades Negras (CEN) e Fórum de Religiosos de Matriz Africana (FERMA)
Onde: Final de linha do Engenho Velho da Federação (Busto Mãe Runhó) ao Dique do Tororó
Quando: 25 de novembro (domingo), a partir das 9h
Contato/entrevistas:
Marcos Rezende, coordenador do Coletivo de Entidades Negras: (71) 8813-9905/9225-9992/96599093

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons