segunda-feira, 17 de junho de 2013

MOÇÃO DE REPÚDIO ao assassinato do Babalorixá Everaldo de Jesus Almeida

São Paulo, 17 de Junho de 2013.
 
O CEN/SP manifesta seu repúdio ao assassinato do Babalorixá Everaldo de Jesus Almeida, 70 anos, o Everaldo de Oxóssi, da cidade de Salvador, Líder do Terreiro Filho de Azacrá, fato que aconteceu no último domingo, dia 16 de junho.
O Babalorixá Everaldo de Oxóssi era um dos mais velhos sacerdotes e conhecido nacionalmente, mantendo ao longo de sua vida um trabalho integro e respeitado.
Seu falecimento ocorreu de forma violenta e truculenta, pelo qual não podemos deixar passar de forma banal.
Pois não apenas ele que foi assassinado, e sim toda uma história viva de sabedoria, o que para os religiosos de Matrizes Africanas quanto mais idosa a pessoa, maior o seu respeito e admiração, portanto, toda a Comunidade de Matrizes de Religiões Africanas se sente de luto.
 
É extremamente penoso constatar que continuamos vivendo em uma sociedade repleta de preconceitos e intolerância, e, em um momento como esse, é fundamental que exponhamos nossas posições, para repudiar a intolerância religiosa e defender uma sociedade tolerante que respeite a liberdade religiosa.
 
Vivemos em um país laico, garantido pela constituição e precisamos que esta laicidade seja respeitada, e a segurança garantida, não podemos permitir agressões físicas as Sacerdotisas, Sacerdotes e adeptos de Religiões de Matrizes Africanas, e muito menos que tenham as suas vidas ceifadas de forma brutal.
 
Estamos problematizando, portanto um processo de agressão direta e indireta que nega a nossos amigos, familiares, colegas de trabalho e outros o livre direito à identidade religiosa e a expressão de sua fé.
Será mesmo essa sociedade que queremos? Podemos mesmo alimentar idéias e sentimentos tão retrógrados? Não aceitaremos calados o que aconteceu.
 
Perante isso reivindicamos ao Estado da Bahia e demais autoridades que seu assassinato seja investigado e os culpados condenados, que sua morte antecipada não seja em vão e não se torne mais um número entre os índices alarmantes do genocídio da população negra brasileira.
 
Portanto, se trata de uma luta democrática, só assim haverá mobilizações e vitórias.
 
Não ao genocídio da população negra, pelo respeito as Religiões de Matrizes Africanas, pela laicidade do Estado Brasileiro.”
 
Coletivo de Entidades Negras do Estado de São Paulo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons