terça-feira, 6 de agosto de 2013

“Yá Mukumby, Vilma Santos, em sintonia com os Orixás”

1
Vilma Santos, Ya Mukumby
N.comOntem, 5 de agosto, o prefeito de Londrina, Alexandre Lopes Kireeff, decretou luto oficial por três dias em sinal de pesar pela tragédia que resultou na morte de Vilma Santos de Oliveira, Olívia Santos de Oliveira, Allial de Oliveira Santos e Ariadne Benck dos Anjos. Elas foram mortas, no último sábado, na zona oeste da Cidade, a golpe de facadas por um homem em surto psicótico. Vilma Santos, conhecida como Ya Mukumby, era avó de Olivia e filha de Allial.
Vilma tinha 63 anos e foi presidente do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial, além de ser uma das principais líderes do movimento negro de Londrina, lutando contra o preconceito e a discriminação racial. No último sábado (3), pela manhã, participou da Conferência Regional da Promoção da Igualdade Racial.
Nascida em Jacarezinho, interior do Paraná, morava em Londrina desde os 11 dias de vida. Em 2008, completou 40 anos comandando um terreiro e para comemorar produziu o show “Vilma de Todos os Santos” com apoio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura, da Secretaria de Cultura, da Prefeitura Municipal de Londrina (Promic).
Ela comandava também o projeto social Pro-Ranti, que conta com apoio do Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro-brasileira. Foi uma das fundadoras da Associação Afro-Brasileira, a AABRA. Nos projetos sociais são desenvolvidas aulas de percussão e capoeira para as crianças. Também liderava um projeto da Secretaria de Ensino Superior e Tecnologia, do governo do Estado do Paraná, em que estagiários do programa Universidade Sem Fronteiras desenvolvem trabalhos com reciclagem, produção audiovisual e arte.
 
 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons