sábado, 14 de novembro de 2015

O pedido de ‘desculpa’ de Lilian Witte Fibe ao filho de Lula




Lilian Witte Fibe pede ‘desculpa’ por noticiar (e comemorar) falsa informação sobre o filho de Lula. Retratação da jornalista, no entanto, não convenceu internautas. No início da semana, o ator Tonico Pereira, da TV Globo, havia cobrado explicações de Witte Fibe 

No último fim de semana, o jornal O Globo pediu desculpas por noticiar a informação de que o lobista Fernando Soares, mais conhecido como Fernando Baiano, disse em sua delação premiada ter destinado R$ 2 milhões a Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, filho do ex-presidente Lula. O responsável por publicar a mentira foi o colunista Lauro Jardim, recém-demitido da revista Veja.
“A coluna errou ao publicar essa informação no dia 11 de outubro. No texto, afirmou-se que constava da delação de Baiano um relato em que ele dizia ter gastado R$ 2 milhões para pagar despesas pessoais de Lulinha. Baiano não mencionou Lulinha e, pelo nome, não apontou qualquer familiar de Lula como beneficiário de dinheiro desviado da Petrobras”, publicou o colunista.
Depois da retratação do jornal, o ator Tonico Pereira, 67 anos, da TV Globo, usou o seu perfil no Facebook (ver abaixo) para cobrar explicações de Lillian Witte Fibe, jornalista que participa do quadro ‘Meninas do Jô’ e que também noticiou a falsa informação sobre o filho do ex-presidente metalúrgico. Na ocasião, Witte Fibe falou sobre o episódio em tom de comemoração e escreveu uma nota ‘indignada’ contra Lula e o seu filho.
“Você também vai pedir desculpas ao filho do Lula?”, questionou Tonico. “Será que no próximo ‘Programa do Jô’, no quadro ‘As Meninas do Jô’, a senhora Witte Fibe vai admitir que errou?”, completou.

“Desculpa!”

Pressionada nas redes sociais, a jornalista publicou no Twitter um pedido de “desculpas” que não convenceu os seus seguidores.
“Correção importante. Delator da Lava Jato não menciona Fabio, filho de Lula. Desculpa!”, escreveu a jornalista.
Internautas questionaram a discreta manifestação de Witte Fibe. “Mas o pedido de desculpas deveria ser na mesma proporção da calúnia que a senhora alimentou, não?”, indagou Louise Caroline.
“É necessário ter responsabilidade quando se acusa alguém, pois o estrago pode não ter conserto. A ânsia não pode preceder a prudência”, observou Wendel.
“Jornalista que tranforma devaneio em fato e informa o que não sabe é como um médico querendo operar a fimose de um tomate”, escreveu Enio de Souza.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons